Terça-feira, 19 de Outubro de 2010

olá back :D

mais de 1000 visitas? gente? que se passa? *-*

acho que o site do contador de visitas teve assim uma trombose or something.

bem, estou farta de usar o blog com deprimências e tristezas e bla bla blas. (you know what i'm talking about)

não sei é o que fazer com isto, não o quero é eliminar. por isso, sejam fofinhas/fofinhos e comentem com ideias. eu penso nelas e talvez escreva. ou então ninguém quer ser meu parceiro/parceira e fazer um blog (?) assim ... não sei explicar.

hoje não há música, não me lembro assim de nenhuma.

publicado por isabel. às 22:20
| comentar | ver comentários (4)
Quinta-feira, 5 de Agosto de 2010

Could you be my savior?

A amizade é aquilo que muitos dizem sentir, mas poucos chegam a sentir realmente. Diz-se que é fácil fazer amigos, mas encontrar um amigo como tu é praticamente impossível. Nem te conheço a um ano, mas a cada dia que passa cada vez tenho mais orgulho em chamar-te melhor amigo. Ajudas-me em tudo, e eu tento-te ajudar em quase tudo. Contigo as aulas têm outro significado. Assim como a amizade. É impressionante como uma pessoa consegue mudar a nossa definição de alguma coisa para algo totalmente diferente, não é? Amizade para mim era ter uma pessoa com quem conversar sobre tudo. Depois de tu apareceres na minha vida, a amizade tornou-se um sentimento muito forte. Quase como amor. Obrigada por seres quem és, obrigada por ajudares-me nos momentos mais difíceis, obrigada por TUDO. Como se costuma de dizer, estou sempre aqui para ti, e sei que tu sabes isso melhor do que ninguém. Neste momento só te quero abraçar e dizer que vai ficar tudo bem, porque vai. Não mereces ficar triste. Sê feliz, por mim <3 Amo-te Rui.

 

 

Been looking for someone like you
I've been looking for someone like you

 

Escrevi este texto em 5 minutos. Nada de jeito, eu sei, mas pronto.

feeling like: mal
publicado por isabel. às 22:53
| comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 20 de Julho de 2010

Let's take back these memories now

 

 

Ele nem se preocupa contigo. Nem pergunta se estás bem ou não. Ele já está noutra, enquanto tu estás amarrada ao passado. Agarraste-te ao passado porque queres, porque eras felizes com ele, e agora sem ele és uma pessoa fria, sem sentimentos e egoísta. Sabes, não fazes isso por mal, queres mostrar a todos que precisas dele. Neste momento precisas mais dele do que outra coisa que te pode ocorrer. Apesar de ser o fim, sabes e sentes que ainda existe uma esperança que tudo vai voltar a ser como dantes. Tens saudades de lhe dizer o quanto o amas, tens saudades de te sentir amada, tens saudades do amor dele. Tens saudades dele. Não o consegues ver a amar outra pessoa. Só a ideia dá-te um arrepio na espinha. Ele chamar de amor a outra rapariga é como se te espetassem uma faca directamente no coração. Quando pensas nele tentas não chorar. Tentas, mas não consegues. Tentas pois sabes que se uma lágrima cair, outras tantas vêm atrás, e só paras quando falta-te o ar, ou quando pensas que não mereces estar a passar por isto. Por muito que tentes não o consegues esquecer, ele foi a melhor coisa que te aconteceu. Será que tu também foste a melhor coisa que lhe aconteceu, como ele o tinha dito tantas vezes? Será que ele sente a tua falta? Será que ele ainda te ama? Perguntas que nunca vais saber a resposta. Acima de tudo sabes que és a culpada de tudo. Não aguentas mais, e a esperança é cada vez menor. A única certeza neste momento é que o amas.

 

FIM.

 

 

Tão cedo não posto. Porquê? Dois motivos.

Um: Quero deixar esta fase passar. Estou farta de escrever textos sobre ele e para ele, sabendo que ele nem os lê. Quero voltar a ser feliz.

Dois: O meu portátil anda com problemas e vou manda-lo para a garantia. Nem é urgente, só vou mesmo para me afastar. Quero a minha vida social de volta.

Vou sentir saudades disto, mas sabem... vai ser bom. Todo este drama é por causa disso mesmo: INTERNET.

Podem adicionar/seguir, btw:

mariaportista@hotmail.com

http://twitter.com/sheisIsabel
Obrigada por tudo.

feeling like: mal.
publicado por isabel. às 02:32
| comentar | ver comentários (3)
Sábado, 17 de Julho de 2010

I need you now to mend my heart

 

 

 

You're everything to me:
My whole world, entire being,
The one thing I hold true in my life.
What made you do this to me?
Did you want me to set you free?
It tears me up inside, every night.

 

dedico a ele, porque sim.

music: Alive - Artist Vs Poet
feeling like: nem sei.
publicado por isabel. às 14:14
| comentar
Domingo, 11 de Julho de 2010

Wonderless

Ela: Dói?

Ele: Sim

Ela: Dói ao ponto de as vezes não conseguires pensar noutra coisa e noutra pessoa? Dói ao ponto de gostares dessa dor porque é a única coisa que te faz pensar nas coisas boas que passamos?

Ele: Sim.

Ela: Mesmo?

Ele: Mesmo.


 

From the mess that I've become
I'm destroying what I love

feeling like:
publicado por isabel. às 15:35
| comentar | ver comentários (3)
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

The whole world told me I should disappear cause I'm falling in love with you

 

 

Gostava de ter a coragem suficiente de me ir embora disto, e desaparecer. Estar sozinha, e poder prestar atenção às estrelas e á Lua. Poder sentir-me livre, sem pressão, sem pessoas a dizerem por caminho deveria de ir e o que é melhor para mim. Queria estar sozinha para começar a conhecer os meus limites, conhecer a pessoa que realmente sou, sem ter que fingir ser outra pessoa para agradar quem quer que seja. Gostava de andar por ai, conhecer sítios, descobrir sítios e sentir a adrenalina a correr-me nas veias. Viver cada dia como se o amanha fosse o fim.

Lá no fundo, quero desaparecer para ver se tu realmente terás tantas saudades minhas como eu terei tuas.

O que nos torna iguais são as nossas diferenças, e por muito que não queira, ter saudades tuas é uma coisa que me sai naturalmente. Eu não comando os meus sentimentos. Se comandasse nada disto estaria a acontecer.

 

P.s. Amote.

publicado por isabel. às 21:38
| comentar
Sábado, 26 de Junho de 2010

O que é o amor #1

‘When someone loves you, the way they say your name is different. You just know that your name is safe in their mouth.’


Billy - age 4

 

publicado por isabel. às 13:28
| comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 22 de Junho de 2010

6 coisas sobre mim

Obrigada Brunix por me dares alguma coisa para me entreter.

Vou dizer 6 coisas sobre mim que vocês não saibam, é que sim, sou muito muito muito interessante, not.


1ª Como o Bruno, alguns cães também tentaram-me ‘comer’. Comer não, morder, para não ficar suspeito. Por acaso gosto de cães, mas tenho um medo aos grandes que ladram imenso. Mas como se diz, cão que ladra não morde.

 

2ª Gosto de olhar no espelho e fingir que estou num vídeo clip, ou a cantar no meu próprio concerto. Ou então, quando estou na rua, olho em volta para ver se está alguém, e finjo novamente que estou num vídeo clip. Um dia destes, vou entrar num, e ai todo o meu esforço vai ser recompensado.

 

3ª Já que estamos numa de músicas: quando gosto de uma música, vou ver as letras, e faço uma cover. Devo de fazer umas 4 covers por semana. Infelizmente eu canto mal, então acabo sempre por apaga-las. Olha, é uma maneira de passar tempo.

 

4ª Não sei se repararam, mas nos meus posts eu gosto de por a negrito algumas partes. Não é porque me deu na cabeça. Pronto, até é, mas é propositado. E todas as coisas a negrito que ponho dirigem-se a uma pessoa. Ele sabe quem é… saberá?

 

5ª Estou ansiosa por sair de casa e ir viver sob as minhas regras. Acho que todos os filhos com pais como os meus estão mortinhos para ir para a universidade, só mesmo para sair de casa dos pais. Se são um desses, juntem-se ao grupo.

 

6ª Tenho uma auto-estima muito baixa, mas acho que todos já sabem isso. Mas não sou daqueles que têm uma auto-estima baixa e corta-se todo. Não. Eu tento superar as barreiras, que uma adolescente têm, da melhor maneira possível. Não é por cortar os pulsos que vou ser uma melhor pessoa e que a ‘dor’ me vá passar.

 

E quero agradecer à Cá (@itscaaj) e ao Rafa (@comuniworld) por aquilo que me disseram sobre o texto. Obrigada, mesmo <3

 

Não sabia que video/música por, então vai esta.

A musica em acústico é nova, e o Cameron (vocalista) é lindo.

Podia cantar melhor, mas damn, aqueles olhos são tão...

publicado por isabel. às 20:51
| comentar | ver comentários (6)

Eles.

Era uma tarde quente e solarenga de Verão. Ela sentia-se ligeiramente nervosa. Ele ia busca-la a casa perto das 9horas para irem dar uma volta. Ficava sempre nervosa antes de ter com, antes de falar com ele. Ficava nervosa só de pensar no nome dele. Ela amava-o incondicionalmente, e disso tinha a certeza. Vestiu aquele vestido azul que ele lhe deu quando ela fez 16 anos. Já foi a algum tempo, mas o vestido ainda lhe ficava perfeito. Era um pouco mais acima do joelho, e tinha um cinto branco na cintura. Era bonito, mas era ainda mais bonito porque foi ele que lho deu. Pôs um pouco de base, uma sombra clara nos olhos, e gloss nos lábios. Ela não gostava de por muita maquilhagem, gostava de se sentir natural. Ela nem precisava de por maquilhagem, ela era linda por natureza. Colocou perfume e atirou-se na sua grande cama. Começou a fazer caracóis no longo e bonito cabelo, pensando nele. A vida dela girava em torno dele. Em tudo o que fazia pensava nele. Não era obsessão, era medo de perde-lo. Ele era lindo e encantador. Sabia as palavras certas para fazer uma rapariga sentir-se especial. Tinha um sorriso branco e perfeito. Todas as raparigas queriam um pedaço dele, literalmente, dai o medo que ela tinha de o perder. Tinham uma relação bonita, não era lamechas, mas também a relação não era forçada. Gostavam de estar juntos, e gostavam um do outro por igual. Ele vestiu os seus jeans bem apertadinhos e rasgados, uma camisa em tons de azul aos quadrados, calçou os seus ténis pretos também rasgados. Olhou-se ao espelho. Nem penteou o cabelo, antes pelo contrário, despenteou-se, e pegou nas chaves do carro para a ir buscar. Ele também se sentia nervoso, nem sabia bem porquê. Conduziu durante meia-hora, cantarolando as músicas que conhecia enquanto passavam na rádio. Pensou onde a ia levar. Tinha uma ideia, mas não sabia se ela ia gostar. ‘Claro que vai gostar, parvo’ pensou. Ela olhou pela janela e mal o viu, começou a correr. Voltou para trás, pois esqueceu-se da sua mala. Numa questão de segundos, pensou em tudo que precisava e se as tinha consigo. Olhou-se uma última vez ao espelho e correu para os braços dele.

 

 

And we were just kids in love
The summer was full of mistakes
We hurt and learned from
The first kiss stole the breath from my lips
Why did the last one tear us apart?

 

Desejosos por mais?

music: Kids In Love - Mayday Parade
feeling like:
publicado por isabel. às 19:03
| comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 3 de Junho de 2010

Smother Me

As palavras deixaram de fazer sentido. Tudo começou a ficar sem significado. Apenas tu me importas.

 

Tu

 

Tu

 

Tu

 

Não dá mais para esconder este sentimento. Os meus olhos transbordam tudo o que sinto por ti.

Amo-te, desde o primeiro dia.

O nosso amor supera a distância, a insegurança, o passado, tudo.

Sinceramente um simples "amo-te" não chega para dizer o quanto significas para mim.

As palavras deixaram de fazer sentido. Mas tu … tu consegues dar-lhes o significado merecido.

 

 

 

I found my place in the world,
Could stare at your face for the rest of my days.

publicado por isabel. às 23:08
| comentar | ver comentários (3)

about me

posts recentes

olá back :D

Could you be my savior?

Let's take back these mem...

I need you now to mend my...

Wonderless

The whole world told me ...

O que é o amor #1

6 coisas sobre mim

Eles.

Smother Me